Nossa história

A Fundação de Apoio ao Idoso Doutor Thomas (FDT) é vinculada, nos termos da Lei n° 1.509, de 21 de outubro de 2010, à Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (SEMMASDH). A instituição integra a Administração Indireta do Poder Executivo e tem, entre suas responsabilidades, a coordenação e execução das políticas públicas voltadas ao idoso, em especial, comprovadamente carente.

Além disso, é responsável pela coordenação, acompanhamento e avaliação da Política Municipal do Idoso, promovendo articulação nos níveis federal e estadual para integração da rede de proteção e garantia dos direitos da pessoa idosa: acolhimento e prestação de assistência domiciliar aos idosos: planejamento e execução de ações para inclusão social dos idosos, podendo, para tanto, celebrar parcerias em nível federais, estaduais e municipais, para construir a rede articulada de proteção e garantia aos direitos da pessoa idosa.

HISTÓRIA

A Fundação de Apoio ao Idoso “Dr. Thomas” surgiu em 1909, com o nome de SOCIEDADE ASILO DE MENDICIDADE DE MANAUS. Em 1932 passou a chamar-se ASILO DE MENDICIDADE “DOUTOR THOMAS”, em homenagem ao médico canadense Harold Howard Shearme Wolferstan Thomas.

Dr. Thomas pertencia à Escola de Medicina Tropical de Liverpool, na Inglaterra, instituição dedicada à medicina e saúde pública nos trópicos. Ele foi enviado a Manaus, em 1905, para estudar a febre amarela na região amazônica. Chegando aqui, ele trabalhou no laboratório do médico Dr. Figueiredo Rodrigues. Depois montou seu próprio laboratório de análises clínicas, chamado de The Yellow Fever Research Laboratory e posteriormente de Manáos Research Laboratory. Situava-se no prédio onde hoje funciona a Biblioteca Pública Municipal, na Praça do Congresso.

O médico canadense sempre demonstrou seu comprometimento pela cidade, seja na pesquisa das doenças tropicais ou no atendimento de doentes. Ele trabalhava gratuitamente na Santa Casa de Misericórdia, de onde é sócio benemérito.

Médico humanitário, Dr. Thomas residia em Adrianópolis, onde hoje funciona a Escola de Enfermagem. Parte da casa foi transformada em enfermaria para o tratamento de cidadãos ingleses da Companhia de Transporte e Trabalhadores do Porto.

Dr. Thomas faleceu em 1931, com 56 anos. O mausoléu está localizado na quadra 08, sepultura nº 698, do cemitério São João Batista.

Durante todo o tempo que viveu em Manaus, o médico canadense se dedicou a ajudar pessoas carentes. Abrigava pessoas de várias idades em estado de mendicância e moradores de rua, sendo a maioria idosa. Por identificar essa demanda, passou a desenvolver o trabalho de assistência direcionando o atendimento a população idosa da cidade.

MISSÃO 

 Coordenar, acompanhar e avaliar a execução da Política Municipal do Idoso, mediante o desenvolvimento de ações estratégicas capazes de garantir os direitos sociais da população idosa do Município de Manaus, e assegurar a promoção de sua autonomia, integração e participação efetiva na sociedade.

VISÃO 

Promover a articulação necessária para a implementação da Política Municipal do Idoso, sensibilizando todos órgãos afins da área governamental e não governamental, visando assegurar à pessoa idosa todos os direitos inerentes à cidadania, garantindo sua participação na comunidade, defendendo sua dignidade, bem estar e direito à vida.

Construção da Estrutura

Em 30 de novembro de 1967 a Câmara Municipal de Manaus, por meio da Lei nº 995, autorizou o Prefeito Municipal a criar a FUNDAÇÃO “DOUTOR THOMAS”, como uma Instituição filantrópica da administração indireta e mantida pela Prefeitura de Manaus.

Em 1968, o Lions Clube de Manaus, já colaborador do asilo, decidiu fazer uma obra para ampliar a estrutura da instituição. Até essa época, o asilo tinha capacidade para abrigar 20 pessoas. Com a obra, passaria a atender 200 pessoas em seis pavilhões.

A partir de 1969, o então presidente do Lions, Antônio José Tuma, começou uma campanha na cidade para arrecadar recursos para a construção do novo asilo, com apoio da maçonaria. A nova estrutura da Fundação Dr. Thomas foi inaugurada em junho de 1970, pelo prefeito Paulo Pinto Nery e o governador Danilo Aresoa.