02/02/11 | 9:11
Comissão técnica admite 29 idosos

A Comissão Técnica Admissional da Fundação Dr. Thomas realizou 136 visitas a residências de idosos que solicitaram ingresso na instituição em 2010. Desse total, 29 idosos foram admitidos na casa e 62 casos foram encaminhados para programas sociais.

A comissão foi criada pela portaria 24/2009 com o objetivo de normatizar os procedimentos para ingresso, transferência e desligamento de idosos da instituição. Possui nove membros e é composta por psicólogo, advogado, médico, assistente social, enfermeiro e fisioterapeuta.

“Temos uma demanda reprimida para ingresso na instituição. A comissão foi criada para estudar cada caso e priorizar os idosos que realmente necessitam, praticando a justiça social”, afirmou a diretora-presidente da Fundação, Martha Cruz. Ela destacou também que o Estatuto do Idoso preconiza o convívio familiar.

Martha informou que para admissão na Fundação os idosos devem ter prioritariamente o seguinte perfil: idade a partir de 60 anos, com ou sem família, desprovidos de condições para garantir a própria subsistência de modo a satisfazer suas necessidades de alimentação, moradia, saúde e convivência social.

O presidente da comissão, advogado Filipe Nascimento, esclareceu que as solicitações para ingresso são originadas pelo Programa de Atendimento ao Idoso (PADI) da Fundação e por encaminhamentos do Ministério Público. “A equipe realiza visitas domiciliares para avaliar a situação socioeconômica e as condições de saúde do idoso”, disse Filipe.

O advogado informou que, após a avaliação, a comissão emite um parecer favorável ou não ao ingresso do idoso na Fundação. “Cada caso é avaliado com muito critério, respeitando sempre a vontade do idoso”, ressaltou Filipe. As reuniões da comissão são semanais.

Os casos de idosos que não têm perfil para ingressarem na Fundação são encaminhados para programas sociais, para acompanhamento, orientação e prestação de auxílio material. A comissão encaminhou 62 casos para programas sociais.