02/02/11 | 9:06
Curso de cuidador de idoso inicia terceira turma

No primeiro dia útil de 2011, a Fundação de Apoio ao Idoso “Dr. Thomas”, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), deu início à terceira turma do Curso de Formação de Cuidador de Idoso – Cuidadoso, com 100 inscritos.

O curso é gratuito e terá carga horária de 200 horas, sendo 160 horas de aulas teóricas e 40 práticas. As aulas teóricas serão realizadas até o dia 25 de fevereiro, no auditório do Parque Municipal do Idoso, de segunda a sexta-feira de 8h às 12h.

O conteúdo teórico será dividido em 15 módulos, abrangendo vários aspectos do cuidado com o idoso: noções de primeiros socorros, nutrição, atividade física, principais síndromes, espiritualidade, entre outros. As aulas serão ministradas por profissionais da Fundação e da SEMSA.

Após a conclusão das aulas teóricas, os participantes cumprirão a carga prática de 40h na Fundação Dr. Thomas. “Além da formação teórica, os cuidadores poderão praticar seus conhecimentos na Fundação, instituição referência no atendimento ao idoso”, informou a diretora-presidente da Fundação Dr. Thomas, Martha Cruz.

A chefe do setor de Saúde do Idoso da SEMSA, Georgina Sarkis, afirmou que o novo perfil demográfico da população requer uma mudança das políticas públicas para promover ações que atendam às necessidades dos idosos.

“A Prefeitura de Manaus já está preparada para essa realidade, desenvolvendo políticas direcionadas ao público com 60 anos ou mais. O atendimento ao idoso é realizado na rede de atenção básica e nos níveis ambulatorial e hospitalar”, informou Georgina

O Curso de Formação de Cuidador de Idoso faz parte dessa política de atenção. O grande diferencial é o conteúdo da programação, com a participação de profissionais qualificados (gerontólogos) dos dois órgãos.

Com a conclusão da terceira turma, o Cuidadoso vai totalizar a formação de 200 cuidadores. Os nomes desses profissionais ficam em um banco de dados na Fundação. Familiares de idosos que necessitam de ajuda podem pedir indicação pelo telefone 3215-6007.

O profissional

O primeiro módulo do curso aborda aspectos da profissão de cuidador de idoso. Segundo a assistente social do Parque Municipal do Idoso, Luzia Tavares, que ministra o módulo, a previsão é que os idosos que atualmente representam 9% da população, totalizem 15% em 2025.

Luzia informou que em 1998 a Secretaria de Estado da Assistência Social, órgão coordenador da Política Nacional do Idoso – do Ministério da Previdência Social – preocupada com a perspectiva do aumento da população idosa – promoveu reunião com os presidentes da Sociedade Brasileira de Gerontologia e Geriatria (SBGG) e Associação Nacional de Gerontologia (ANG). Desse encontro resultou o 1˚ curso de capacitação de cuidadores familiares de idoso, em São Paulo.

De acordo com Luzia, em 2000 a atividade de cuidador de idosos foi classificada como ocupação pelo Ministério do Trabalho e Emprego, passando a constar na tabela da Classificação Brasileira de Ocupações, sob o código 5162-10. Embora este enquadramento não represente novos direitos trabalhistas ao cuidador de pessoas idosas, representa grande ganho à categoria, pois é ponto inicial para regulamentação da atividade.

Expectativa de qualificação

A aluna Romilda dos Santos Barros, de 31 anos, afirmou que a expectativa para o curso de cuidador de idoso é muito positiva. “Pretendo me especializar, adquirir muitos conhecimentos porque acredito que o cuidador de idoso é uma profissão para o futuro”, disse ela.

Romilda afirmou que já trabalha na área. “Sempre fui industriária. Quando fiquei desempregada, surgiu essa oportunidade de cuidar de idosos”. Ela contou que ao começar não possuía experiência e nem formação específica. “Fui gostando da profissão e aprendendo com a prática”.

O interesse pela atividade fez com que Romilda iniciasse um curso técnico de enfermagem, direcionando sua formação para a área do envelhecimento. “Quero continuar trabalhando com idosos, por isso estou buscando essa qualificação”, destacou Romilda.